Já há um calendário traçado das vendas, que devem acontecer na Bolsa de Valores de São Paulo. As informações são da revista Top View.

A primeira da fila é a Copel Telecom (a venda está definida para março do ano que vem). A última avaliação do banco BTG Pactual apontou que a companhia vale entre R$ 1.6 e R$ 1.8 bilhões. Já a Compagás terá um processo de privatização mais demorado, que deve ocorrer no primeiro semestre de 2021.

Na segunda metade de 2021, deve ser feito o leilão da Ferroeste. O projeto de venda da Estatal, que está sucateada e só opera com 20% de sua capacidade, prevê a ampliação dos trilhos, que deverão ligar o Mato Grosso ao Porto de Paranaguá.

Depois de 20 anos o Paraná reencontrou o caminho. A última estatal a ser vendida foi o Banestado, em 2000.