Não adiantou a confusão e o vandalismo dos sindicalistas. A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou por 43 a 9 a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que muda a previdência dos servidores estaduais do Paraná. Apenas um deputado não se posicionou.

A proposta foi aprovada em primeiro turno com a larga folga. Em seguida, duas sessões extraordinárias foram abertas para a votação em segundo turno e da redação final. Em ambas, o placar se repetiu. Depois dos debates, quatro opositores da ideia mudaram de lado, e por isso a oposição que esperava 13 votos, ficou apenas com 9 apoios: os petistas Professor Lemos, Tadeu Veneri, Arilson Chiorato e Luciana Rafagnin. os emedebistas Requião Filho e Anibelli Neto, além de Soldado Fruet (PROS), Goura (PDT) e Boca Aberta Junior (PRTB).

A medida vai ser promulgada pelo presidente casa, Ademar Traiano (PSDB), amanhã.